O nosso website usa cookies para que possamos melhorar sua experiência. Saiba mais sobre os nossos cookies

Aceito
Aspirina Xpress 500mg 20comprimidos
Aspirina Xpress 500mg 20comprimidos

Aspirina Xpress 500mg 20 comprimidos

Medicamento não sujeito a receita médica indicado em caso de febre e dores de intensidade ligeira a moderada.

Ref. 5588207
5,30 €
Com IVA

Compre

Portes Grátis para Portugal Continental. Veja as restantes opções:

 Calcular o custo de envio

Descrição

Aspirina Xpress 500mg está indicada no tratamento sintomático da febre e/ou dores ligeiras a moderadas. 

Substâncias ativas: 500mg de ácido acetilsalicílico.

Na sua qualidade de salicilato, o ácido acetilsalicílico pertence ao grupo dos analgésicos/anti-inflamatórios não-esteroides. Sendo um éster do ácido salicílico, o ácido acetilsalicílico é uma substância dotada de propriedades analgésicas, antipiréticas e anti-inflamatórias. O seu mecanismo de ação baseia-se na inibição irreversível das enzimas da cicloxigenase, envolvidas na síntese das prostaglandinas. 

Posologia e modo de administração:

Adultos: 1 a 2 comprimidos em cada administração repetindo conforme necessário após um período mínimo de 4 horas. A dose máxima diária não deve exceder 6 comprimidos. Doentes Idosos (idade superior a 65 anos): 1 comprimido em cada administração. Repetir cada dose conforme for necessário depois de um período mínimo de 4 horas. A dose máxima diária não deve exceder 4 comprimidos. Adolescentes a partir de 12 anos (40 kg-50kg): 1 comprimido em cada dose repetindo conforme necessário após um período mínimo de 4 horas. A dose máxima diária não deve exceder os 6 comprimidos. O ácido acetilsalicílico não deve ser tomado por mais de 3 dias (para casos de febre), por mais de a 3-4 dias (para casos de dor) a não ser por indicação do médico.

Contraindicações: 

Hipersensibilidade ao ácido acetilsalicílico ou outros salicilatos, ou a qualquer um dos excipientes. História de asma ou reações de hipersensibilidade induzidas pela administração de salicilatos ou substâncias com uma ação similar, particularmente anti-inflamatórios não esteróides (AINEs), úlceras gastrointestinais agudas, diátese hemorrágica, insuficiência renal grave, insuficiência hepática grave e/ou insuficiência cardíaca grave não controlada.

Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.

De acordo com a legislação em vigor, os medicamentos não sujeitos a receita médica, em Portugal, só podem ser entregues nos concelhos da Maia, Gondomar, Matosinhos, Porto, Santo Tirso, Trofa, Valongo e Vila do Conde. Esta limitação não se aplica a envios para outros Estados Membros da União Europeia.