O nosso website usa cookies para que possamos melhorar sua experiência. Saiba mais sobre os nossos cookies

Aceito
Solax 667mg/ml Xarope 200ml
Solax 667mg/ml Xarope 200ml

Solax 667mg/ml Xarope 200ml

Medicamento não sujeito a receita médica indicado no tratamento da obstipação crónica habitual.

Ref. 5655147
5,90 €
Com IVA

Compre

Portes Grátis para Portugal Continental. Veja as restantes opções:

 Calcular o custo de envio

Descrição

Solax 667mg/ml Xarope está indicado no tratamento da obstipação crónica habitual; na Encefalopatia Porto-Sistémica (EPS): tratamento e prevenção do pré-coma e coma e em situações em que as fezes moles sejam consideraras um benefício clínico (hemorróidas, fissura anal, fístulas, abcessos anais, úlceras solitárias e no pós-operatório ano-retal). 

Substâncias ativas: 667mg/ml de lactulose

Posologia e modo de administração:

Solax pode ser administrado diluído ou não diluído. A dose de Solax deve ser engolida de uma só vez e não deve ser conservada na boca durante um longo período de tempo. A dose de Solax deve ser ajustada de acordo com as necessidades individuais do doente. No caso de dose única diária, esta deve ser tomada sempre ao mesmo tempo, por ex. durante o pequeno-almoço. Durante o tratamento com laxantes recomenda-se a ingestão de líquidos em quantidade suficiente (1,5 - 2 litros, equivalente a 6 - 8 copos) durante o dia. Dose na obstipação ou situações clínicas em que sejam necessárias fezes moles: A lactulose pode ser administrada como dose única diária ou dividida em duas doses, utilizando o copo-medida. Após alguns dias a dose inicial pode ser ajustada para a dose de manutenção, de acordo com a resposta ao tratamento. Podem ser necessários vários dias (2-3 dias) de tratamento até se verificar a regularização da defecação. Dose no pré-coma e coma hepático (apenas para adultos): Dose inicial: 30-45 ml, 3 a 4 vezes por dia. Esta dose pode ser ajustada para a dose de manutenção de modo a que sejam produzidas fezes moles, 2 a 3 vezes por dia. Não foi estabelecida a segurança e eficácia em crianças (recém-nascidos e até 18 anos de idade) com Encefalopatia Porto-Sistémica (EPS). Não existem dados disponíveis. Medir a dose pretendida com o auxilio do dispositivo de medida graduado incluído na embalagem.

Contraindicações:

Hipersensibilidade à(s) substância(s) ativa(s) ou a qualquer dos excipientes. Galactosémia. Obstrução intestinal.

Em caso de dúvida ou persistência dos sintomas consulte o seu médico ou farmacêutico.

De acordo com a legislação em vigor, os medicamentos não sujeitos a receita médica, em Portugal, só podem ser entregues nos concelhos da Maia, Gondomar, Matosinhos, Porto, Santo Tirso, Trofa, Valongo e Vila do Conde. Esta limitação não se aplica a envios para outros Estados Membros da União Europeia.